-->

Portugal ocupa o 26º lugar numa lista de 50 países, segundo o Índice da Normalidade, da revista The Economist. Fonte: Idealista News

Será que é possível falar em regresso à normalidade? Em Portugal, apesar dos indicadores permitirem concluir que ainda se está abaixo dos níveis existentes no pós-pandemia da Covid-19, já se esteve mais longe da tão desejada normalidade. O país encontra-se a meio de uma tabela na qual constam 50 países mundiais

Em causa está o “Normalcy Index” (Índice da Normalidade), desenvolvido pela revista The Economist, que foi criado tendo em conta oito indicadores: utilização de transportes públicos, tráfego automóvel, voos nacionais e internacionais, tempo fora de casa, receitas de bilheteira do cinema, assistência a eventos desportivos, idas a comércio e ocupação nos escritórios. 

Segundo o Jornal de Negócios, que se apoia no referido índice, em que 100 corresponde ao nível anterior à pandemiaPortugal está no 26º lugar, com uma pontuação de 68,4. Significa isto que ainda há um caminho a percorrer no que diz respeito à recuperação plena da atividade económica no país. 

De referir, no entanto, que Portugal está mais perto de regressar à normalidade que, por exemplo, França, Itália, Bélgica, Suécia e Irlanda. Por ouro lado, nações como Países Baixos, Espanha, Dinamarca, Alemanha, Polónia, Áustria e Hungria estão um passo á frente de Portugal.

Definições de Cookies

A EZATA pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.


Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.